Viajar de carro é um programa muito gostoso para se fazer em família, casal ou até mesmo sem companhia. Porém, pegar a estrada com chuva exige atenção redobrada e muito cuidado ao volante.

De acordo com o Departamento de Trânsito (Detran), o número de acidentes nas estradas, em períodos chuvosos, aumenta em 30%. Essa estatística alarmante ocorre tanto pelo asfalto escorregadio e pouca visibilidade, quanto pela imprudência e falta de cuidado dos motoristas. Por isso, chuva e estrada é sinônimo de perigo.

Uma dica valiosa é conferir a previsão do tempo, antes mesmo de cair na estrada, e ver se não existe a possibilidade de “acontecer um dilúvio”. Saber o que vem pela frente ajuda muito na prevenção e, às vezes, atrasar em um ou dois dias o passeio pode ser o bastante para evitar riscos de acidentes.

Se realmente não tiver como fugir da viagem, a gente te ajuda com as principais dicas para dirigir com mais segurança na chuva. Vamos começar falando sobre o maior vilão de uma pista molhada, a aquaplanagem.

O principal perigo em estrada com chuva: aquaplanagem

Talvez você tenha passado pela seguinte situação: durante um trajeto com chuva, o carro começa a deslizar de repente e o controle da direção é perdido.

O nome disso é aquaplanagem, um fenômeno considerado uma das experiências mais perigosas para um motorista. A aquaplanagem ocorre quando existe a perda de controle ou de equilíbrio de um veículo, consequência da falta de aderência dos pneus à pista molhada. Simplificando, o pneu perde o contato com o asfalto e o carro desliza na pista.

Isso acontece porque as bandas de rodagem dos pneus, quando estão com a profundidade bastante rasa (muito comum em pneus carecas ou no final de sua vida útil), não conseguem escoar o excesso de água.

Conheça alguns cuidados básicos que podem te ajudar a evitar a aquaplanagem:

– Confira o estado dos pneus
Os pneus estão diretamente ligados à aquaplanagem. Antes de pegar a estrada, confira a profundidade dos sulcos para se certificar que os pneus estão em bom estado. Caso perceba que os sulcos estão muito rasos ou completamente carecas, troque os pneus imediatamente.

Além de verificar a profundidade dos sulcos, calibre os 4 pneus de acordo com a pressão indicada pelo fabricante. Importante também que todos eles tenham a mesma medida e formato, para garantir que a drenagem da água aconteça de forma igual.

– Dirija em uma velocidade segura
Geralmente, a aquaplanagem pode ocorrer em velocidades próximas dos 50 km/h, embora seja raro. Se o carro estiver acima dos 80 km/h, as chances aumentam, já que os pneus não conseguem cortar a camada de água e o carro perde o controle. A velocidade não é garantia que o carro irá aquaplanar, porém ajuda a diminuir as chances.

Por isso, andar em uma velocidade moderada é o mais recomendado, principalmente se o carro estiver próximo a uma poça de água.

– Evite usar os freios quando passar por uma poça
Se o carro estiver passando em cima de uma poça e você sentir que está começando a perder o controle, mantenha a calma. Evite frear bruscamente, pois uma freada brusca pode travar as rodas e fazer o carro deslizar.

O que você deve fazer é tirar o pé do acelerador imediatamente, não pisar no freio, e virar o volante lentamente para a esquerda e direita para retomar o controle do veículo.

Cuidados que devemos tomar ao pegar estrada com chuva

Agora que você já sabe o que é aquaplanagem e o que é preciso para evitá-la, confira os principais cuidados que devemos tomar ao pegar estrada com chuva.

1. Confira o estado dos pneus antes se for dirigir em estrada com chuva

As ranhuras posicionadas na banda de rodagem dos pneus do seu carro não servem apenas para deixá-lo mais bonito. Trata-se de uma das funções primordiais do composto: drenar a água que fica empoçada no asfalto.

Por isso, os sulcos têm a profundidade suficiente para fazer com que toda a borracha se mantenha em contato com o asfalto, evitando a tendência do carro de aquaplanar no chão molhado.

Se esses sulcos estiverem com menos do que 1,6 milímetro de profundidade, significa que seus pneus perderam a eficiência e é preciso trocá-los antes de viajar.

Como saber isso? Simples: o pneu tem um mecanismo chamado TWI (Tread Wear Indicator). São pequenas borrachinhas que ficam posicionadas entre os sulcos e têm exatamente 1.6 mm. Se elas estiverem no mesmo nível da parede da ranhura, é hora de trocar o pneu.

2. Se estiver em uma estrada com chuva diminua a velocidade

Se você estiver na estrada e vier uma chuva forte de repente, diminua a velocidade, sem parar o carro e sem pisar bruscamente no freio. Mantendo a velocidade devagar e constante, a dica é não ultrapassar 70 km/h, você minimiza o risco de aquaplanagem e reduz a possibilidade de perder o controle do carro.

Além disso, mesmo que aconteça algum acidente, se você não estiver em alta velocidade, as consequências podem ser menos drásticas. É importante lembrar que os modelos que possuem freio ABS têm mais condições de parar, enquanto os veículos sem ABS precisam de um espaço maior, caso precise parar completamente.

3. Começou a chover na estrada? Melhore a iluminação

Se a chuva estiver muito forte, acenda os faróis imediatamente. Mesmo que eles não sirvam para melhorar a sua visibilidade, serão muito importantes para tornar o seu carro mais nítido para os outros motoristas na estrada com chuva.

Mas atenção: não use farol alto, pois isso pode prejudicar os motoristas que vêm em direção contrária a você. Se o seu veículo tiver faróis de neblina (tanto na frente quanto atrás), faça o uso deles para aumentar o seu campo de visão na estrada e evitar maiores riscos.

4. Não pare no acostamento de uma estrada com chuva

Dependendo da quantidade de chuva, a visibilidade dianteira pode ficar ruim a ponto de motoristas não conseguirem ver o seu carro parado no acostamento. Importante ressaltar que o uso do acostamento só é permitido caso o veículo esteja com algum problema ou em casos de emergência.

Por isso, se for parar, procure um restaurante, posto de combustível ou qualquer lugar que seja seguro para estacionar o seu carro. Mas pense bem: pode ser melhor continuar devagar e sair debaixo da nuvem de chuva do que ficar esperando que ela passe.

5. Nem pense em ultrapassar se estiver chovendo na estrada

Sabemos que ultrapassagens indevidas são responsáveis por milhares de acidentes graves na estrada todos os anos. Com chuva então, o tempo de frenagem é maior e a visibilidade menor, aumentando muito os riscos.

Mantenha uma velocidade segura, como sugerido na dica 2, e evite ao máximo fazer ultrapassagens na estrada com chuva.

6. Forme uma fila atrás dos outros carros

Em uma situação de pouca visibilidade, a referência de outros carros pode te ajudar. Por isso, em vez de tentar ganhar tempo correndo e fazendo ultrapassagens, posicione-se atrás dos outros veículos e siga-os enquanto a chuva estiver forte.

***Importante: utilize os carros da frente apenas como referência e não “cole” na traseira. Como a visão fica comprometida durante a chuva, qualquer freada brusca do carro da frente pode causar um acidente.

O espaço deve ser o bastante para que você consiga ver a luz de freio do veículo da frente e usá-la como referência. Se um veículo estiver a 100 km/h, em pista seca, são 83 metros para que ele consiga parar completamente a partir do momento que o freio é acionado. Em uma pista molhada, essa distância se torna muito maior.

7. Evite atravessar correntezas em estradas com chuva

Além da correnteza, dirigir em trechos alagados leva a alguns obstáculos submersos como bueiros, troncos e pedras, arriscando ainda mais a sua integridade física e do seu automóvel.

Jamais tente atravessar os trechos que possuem correnteza, já que o seu carro pode ser levado pela força da água. O certo nessa situação é avaliar o nível de profundidade da água (se estiver acima do centro da roda, evite passar a qualquer custo).

Se realmente não tiver como evitar, algumas dicas podem te ajudar:

Certifique-se do nível de profundidade da água, de acordo com a nossa dica anterior. Se estiver ok, dirija em baixa e velocidade constante, sempre em primeira marcha para ter mais força de tração.
Evite trafegar em locais onde outros veículos também estejam trafegando, já que o carro da frente pode parar de uma vez e prender todo o fluxo.

 

Fonte: barbabatomerodas.com.br